terça-feira, 29 de dezembro de 2009

Versões da Balada da Despedida de 89 ... para todos os gostos (XIX)

Versão embargada... da voz e do resto.
Há quem diga que o respeitinho continua a ser muito bonito, apesar do cenário não poder deixar de nos fazer sorrir.
Reconheça-se também que é o fruto de cada "capela" ter hoje o seu pólo universitário.
Sinais dos tempos...
Depressiva e deprimente, mas aceitam-se as desculpas do rapaz.

segunda-feira, 28 de dezembro de 2009

Canto a Coimbra – “Canto D’Alma” – um olhar sobre o disco


Tendo-nos sido simpaticamente enviado um exemplar deste trabalho foi também pedida a impressão sobre a audição do mesmo.

Após auscultação mais cuidada sobreleva uma vez mais o Amor a Coimbra cultivado à distância e por quem com a Alma Mater nunca ou apenas esporadicamente teve uma relação próxima ou de contacto imediato. Assim, o conhecimento da Canção de Coimbra resulta da audição dos sopros do Mondego falados e cantados numa idiossincrasia colectiva disseminada pelos quatro cantos do mundo e que se entranha em muitos. Alguns desses vão mais longe, cultivando-a e recriando-a, propagando-a também dessa forma.

É este o caso dos “Canto D’Alma” neste seu segundo trabalho continuando a elencar os grandes temas da Canção Coimbrã, não sem que procurem já incluir o seu “apport” traduzido na introdução de peças originais, como é o caso de “O Rouxinol do Choupal” inserido logo a seguir ao tema que abre o álbum e lhe dá nome . O grupo em si personaliza-se na valorização que dá à Palavra e à sua interpretação a ponto de ter um elemento que apenas “diz” a poética de matriz coimbrã, o que parece ser recorrente nos seus espectáculos.

O álbum percorre todas as vertentes da música de Coimbra e seus principais autores. Mais do que a preocupação tímbrica da adequação dos intérpretes aos temas executados nota-se o interesse em que o que é dito, tocado e cantado esteja à frente de tudo o mais e de modo a que se torne impressivo para quem escuta. Para tanto, e se necessário, arriscam mesmo a modificação harmónica e melódica dos temas, bem como a sua partilha entre cantores ou mesmo com coralização de alguns refrões. Tendo em conta a extensão do trabalho – 19 temas – e a sua distribuição vocal pela quase integralidade dos seus elementos, este trabalho quase parece o resultado duns serões entre amigos em agradável tertúlia e que por mero acaso acabou por ficar registada em áudio. Assim não terá sido até porque a captação é cuidada, mas denota-se a enorme cumplicidade entre todos os elementos do grupo e as cedências aos gostos individuais.
Instrumentalmente, e para além do já dito, sublinhe-se a existência de trechos suportando os poemas ditos e apenas uma guitarrada, as famosas “Danças Palacianas” também personalizadas por uma fase inicial exclusivamente à guitarra clássica a que se junta depois a Guitarra Coimbrã de António Cardoso.

Uma palavra final para versão da nossa Balada de 89 que encerra o álbum. Em nada destoa do que já foi dito quanto a todo o trabalho: a emoção está presente do princípio ao fim no que é dito e como o é. O acompanhamento procura no essencial reproduzir o nosso arranjo original e consegue-o.

Em suma: mais um degrau escrito na história deste grupo merecendo aplauso e desejo de continuação da sua actividade. E como dizia o outro, meus amigos do Canto D’Alma: “O caminho faz-se caminhando…”


João Paulo Sousa

quinta-feira, 24 de dezembro de 2009

terça-feira, 22 de dezembro de 2009

Guitarras de Carlos Paredes deixadas em testamento à cidade de Coimbra


A cerimónia foi realizada no passado dia 17 mas não podemos deixar de aqui dela darmos nota.
O grande Mestre nunca esqueceu a sua cidade natal. Estes três fantásticos e históricos exemplares repousam agora na cidade do Mondego. Parece que não apenas enquanto peças museológicas (no museu da cidade). Estaremos atentos e curiosos...

terça-feira, 15 de dezembro de 2009

Quem nos Canta - À Capella - (2009)



Um novo disco de um grupo de velhos amigos que tanto têm feito pela Canção de Coimbra.
E mais uma versão da Balada de 89.
Quase nos arriscamos a dizer que - considerando os últimos dois anos - terá sido o tema em língua portuguesa mais gravado em diferentes trabalhos. Tem já um número de versões muitíssimo considerável como se pode consultar neste blog.
Chegou-nos a informação, uma vez mais, via o nosso amigo Octávio Sérgio.

segunda-feira, 14 de dezembro de 2009

João Paulo Sousa com Isabel Silvestre (IV)

Mais uma participação do João Paulo Sousa com a cantora Isabel Silvestre num programa da RTP no passado mês de Outubro.
Como curiosidade o facto de neste tema tocar bombo. Em breve deixaremos um outro video efectuado neste programa em que os temas executados foram preparados especialmente para o efeito.

quarta-feira, 2 de dezembro de 2009

Humor... vindo pela net

Pois é. Procurando na Net arriscamo-nos a encontrar coisas destas quando há mais "Marias" na terra...




Embora pudesse, o nosso João Carlos Oliveira nada tem a ver com esta "Obra Prima". Ainda por cima em Gospel... Mas será que por ser moreno ainda será um primo afastado?
O disco continua à venda...
Fica a questão.

sexta-feira, 27 de novembro de 2009

Rui Lucas com o Grupo "Raízes de Coimbra" e a Associação dos Antigos Tunos da Universidade de Coimbra

Rui Lucas na sua participação com o grupo "Raízes de Coimbra" do nosso amigo Octávio Sérgio (onde as imagens foram uma vez mais "surripiadas") e a Associação dos Antigos Tunos da Universidade de Coimbra.
Participa em dois temas "Trova das Capas" que já cantara no nosso CD e "Amor a Coimbra" que também vem cantando nos últimos tempos.
Estamos ansiosos para ouvir este novo trabalho.

















quinta-feira, 19 de novembro de 2009

Novo e-mail da Toada Coimbrã

Já consta da caixa de contactos deste blog mas não deixa de dever ser realçado: a partir de hoje o contacto electrónico com o grupo para qualquer efeito deverá passar a fazer-se através do seguinte endereço:



toadacoimbra@gmail.com


O nosso obrigado

quarta-feira, 18 de novembro de 2009

João Paulo Sousa - A aventura "Tunogasta" ....


De tuno gasto nada tem, convém referir desde logo, muito pelo oposto deve-se dizer com total propriedade.O seu Curriculum é invejável sob qualquer tomada de vista. Pautado pela moderação, verticalidade, honradez e pela enorme sapiência sobre a matéria Tunante, o Dr. João Paulo Sousa ainda me concedeu o previlégio de ser seu amigo e, obviamente, bastaria neste meu espaço tal para lhe fazer a devida vénia.
Mas não será de todo necessário apelar à nossa amizade para lhe deixar aqui algumas palavras, bastaria o seu percurso e só esse:Foi Seccionista da Secção de Fado da A.A.C. (participações pontuais com outros grupos da S.F., nomeadamente a Orquestra Típica e Rancho, e Escola de Fado, Responsável pela organização da Serenata Monumental por ocasião das comemorações dos 700 Anos da Universidade de Coimbra - 1990);
Membro do Grupo de Fados de Coimbra "Toada Coimbrã" (desde 1988, com centenas de espectáculos realizados em Portugal Continental e Regiões Autónomas, autor e co-autor de peças musicais da Canção de Coimbra, participando em vários trabalhos fonográficos editados e a editar, bem como vários programas televisivos);
Membro da Estudantina Universitária de Coimbra (desde finais de 1988, participando nas gravações dos fonogramas “Estudantina Passa” e “Canto da Noite”) ;
Membro fundador da Tuna Académica Infantuna Cidade de Viseu(Membro do Conselho artístico desde a fundação até 1995, Presidente da Mesa do Plenário da Tuna Académica Infantuna Cidade de Viseu para o ano de 1994, publica em Maio de 2002, através da Palimage Editores a monografia intitulada “ Dez Anos de Infantuna – Contributo Para a Memória de um Fenómeno”);
Tuno Veterano da - extinta - Tuna de Arquitectura de Valladolid;
Orador convidado no II ENT, na Guarda, subordinado ao tema “As Tunas e a variedade de instrumentos musicais associados”;
Orador convidado no III ENT, em Coimbra, subordinado ao tema “Tunas fora de palco!!! E agora?”;
Foi coordenador da equipa que organizou e levou a efeito o IV ENT de Viseu (2006) no qual, como conferencista, discute o tema da "Organização Estrutural das Tunas Académicas Portuguesas - da Horizontalidade à Verticalidade".
Membro da Administração do site www.Portugaltunas.com desde 2004.
Este é o seu Curriculum traços gerais e a ele haveria que juntar uma série de predicados pessoais que a sua pessoa encerra na abordagem quer do tema tunante, quer da temática académica a nivel geral.
O João Paulo Sousa é daquelas personagens únicas que, não obstante, preserva de forma subtilmente inteligente a imagem de "anti-heroí tunante", o que lhe confere uma credibilidade ao cubo, diria até.
Advogado de profissão, um estudioso por autonomasia seja do que seja para que possa intervir sempre que assim lhe é solicitado, é o Dr. João Paulo Sousa um dos mais ilustres "tunólogos" da nossa praça tunante, reconhecido por tal quer em Portugal quer fora de portas, o que lhe granjeou inumeras amizades em várias latitudes do mundo Tunante seja por cá seja por "alla".
Amante da "sua" Coimbra e da "mais que sua" Viseu, a sua reconhecida capacidade e conhecimento sobre o fenómeno tunante nacional revela-se essencial à sua percepção e contextualização de facto, sempre com mente aberta para encarar os desafios tunantes de hoje mas nunca relegando o que para trás foi feito, o que lhe permite estabelecer facilmente a ponte entre a ortodoxia e a heterodoxia tunante hoje patente, entre gerações passadas e actuais, com uma rara sensibilidade.
Serve esta "aventura" para deixar patente o meu reconhecimento - e julgo que de muitos de nós também - quanto ao contributo que deu, dá e seguramente dará ao estudo do fenómeno tunante nacional.
Como já disse antes, não é meu hábito fazer aqui neste espaço "Autos de Proclamação" seja a quem seja - não será certamente o caso em apreço por inadequado - e muito menos fazer a apologia do culto da personalidade de alguém que, seguramente, dela nada necessita, porque o seu contributo foi, é e será sempre desinteressado e por mero amor a uma cultura única. E porque pessoas deste calibre intelectual e cientifico até rareiam cada vez mais num mundo tunante cheio de "falsos profetas" e de "entendidos de vão de escada", surge esta "aventura" tão merecida quanto justa.
Outros desta casta tão valiosa serão aqui lembrados a seu tempo, de quando em vez. Galeria ilustre, nobre e única, por tal, com tratamento também ele distinto. Não que necessitem dele - pelo oposto! - mas porque eu, na qualidade de autor deste blog, assim o entendi, simplesmente.
N.D.R.: "Tunogasto" era o nick utilizado pelo João Paulo Sousa enquanto participante do portal Portugal Tunas (http://www.portugaltunas.com/) do qual continua a ser administrador.

terça-feira, 17 de novembro de 2009

Isto é engraçado... Nós falamos deles ... e eles falam de nós!!!

Assim até parece que andamos em círculos!
E, pelo menos o nosso disco parece ter chegado aí. Nós que até nem ficámos assim tão satisfeitos com a distribuição feita!
Abraço, camaradas!!!

IN: http://www.canto-dalma.blogspot.com/

segunda-feira, 16 de novembro de 2009

Video de Paulo Soares - "Tarde de Serenata"



Como foi já aqui referido, o JOJÓ lançou recentemente um disco de guitarradas intitulado "A Guitarra e a Universidade de Coimbra" indispensável em qualquer audioteca de cultores de Coimbra e da sua música.
Sabemos também que este video foi subido para o youtube sem a sua autorização ou consentimento e mais, quiçá, mesmo contra a sua vontade.
Porém, por serem belos quer a sua forma quer o seu conteúdo aqui o deixamos, sem esquecer de referir que a peça em causa "Tarde de Serenata" faz também já parte do nosso repertório.

sexta-feira, 13 de novembro de 2009

O terceiro video da Benção das Pastas - 2007/2008 ESTEsL

Aparentemente foi uma das ocasiões mais documentadas da história. É o terceiro video que encontramos sobre o acto... e com a mesma banda sonora...
Mas ainda bem.

quinta-feira, 12 de novembro de 2009

Video sobre Coimbra sonorizado com a música do costume...

Para desanuviar as polémicas...



Cremos ser esta a versão do Grupo Lácrima incluida num CD que sabemos existir mas que nunca nos passou pelas mãos editado em 2005 e lançado pelo Diário de Coimbra.
A parte final tem uma versão de "Coimbra" pela EUC.

terça-feira, 10 de novembro de 2009

António Vicente



António José Jacinto Pocinho Vicente

É, sem qualquer sombra de dúvida, uma das figuras mais proeminentes do fenómeno tunante , nomeadamente da sua primeira década. Jurista de formação é na guitarra que espelha todo o seu virtuosismo lírico e poético, compondo temas de ímpar beleza que podemos deleitar-nos a ouvir nos vários trabalhos editados.
Se nele reconhecemos, nomeadamente nestes últimos 20 anos, um dos expoentes maiores do fado de Coimbra como autor/compositor é no âmbito tunante que o seu nome é projectado exponencialmente. António Vicente é um dos fundadores da Estudantina Universitária de Coimbra, cujos temas, constantes no seu CD "Estudantina Passa", correm o imaginário tunante nacional, foram precursores e impulsionadores do boom das tunas, servindo de modelo musical para muito do que se viria a fazer posteriormente. Muitos dos temas saíram da sua inesgotável inspiração e capacidade criativa , tendo feito parte, em determinada altura, do repertório de quase todas as tunas do país. Mas se os temas do primeiro trabalho discográfico da Estudantina de Coimbra são património histórico das tunas, não é menos verdade que o seu segundo CD, "Canto da Noite", também popularizou outros tantos temas, onde o nome António Vicente aparece incontornavelmente.
Pessoa afável e simples, de uma alegria e boa disposição sui generis, António Vicente é um dos grandes da galeria de ilustres tunos da nossa praça, com uma obra que perdurará, com certeza, para além das nossas breves existências.



09.11.2009

segunda-feira, 9 de novembro de 2009

quarta-feira, 4 de novembro de 2009

Um Desafio...

... especialmente aos nossos leitores mais recentes.





Este é um blog nitidamente em sentido impróprio. Mais do que um diário é um repositório da vida e história do grupo "Toada Coimbrã".
Assim, existem os posts mais antigos, alguns já com mais de dois anos, que consideramos da maior pertinência.
Convidamos por isso os leitores a fazerem uma visita às profundezas do blog certo que encontrarão muitos motivos de interesse.

terça-feira, 3 de novembro de 2009

Rui Lucas e os "Pardalitos do Mondego" (III)

Aqui ficam dois videos do espectáculo de Rui Lucas com os "Pardalitos do Mondego" em Agosto deste ano e já referido no post de 25 de Agosto no âmbito do programa das Noites da Canção de Coimbra.


Trova do Vento que Passa



Este último com a particularidade duma versão do "Alta Noite na Sé Velha" da autoria do Rui Lucas mas aqui cantado por Felisberto Queirós.

segunda-feira, 2 de novembro de 2009

Versões da Balada da Despedida de 89 ... para todos os gostos (XVIII)


Não é difícil adivinhar que esta versão foi captada no "A Capella" com Bruno Costa na Guitarra Portuguesa e Nuno Botelho à viola. O cantor é que não consigo identificar. Quem ajuda?

P.S.- Já após a postagem o Rui Lucas informou que o cantor em questão é Alcides Cruz. Aqui fica pois essa informação complementar.

sexta-feira, 30 de outubro de 2009

Coimbra a Três Tempos - os videos e a divulgação

Como este projecto parece tardar a arrancar convincentemente aqui deixamos os videos divulgados pela Produção. O espectáculo é bonito e vale a pena...
Quem se aventura a contratá-lo?


Coimbra, Fado e Tradição...
É a partir da união destas três forças que nasce o Coimbra a 3 Tempos, um espectáculo de antologia do Fado da cidade do Mondego, mas também uma viagem por Coimbra e pelos seus costumes. Um passeio ao som da guitarra pelos recantos mais escondidos com paragem obrigatória na Universidade, na Quinta das Lágrimas, no Penedo da Saudade Ao passar pelas janelas mais bonitas, que inúmeras gerações de estudantes marcaram e continuam a marcar com apaixonantes serenatas, recordamos a história do Fado de Coimbra. O percurso de três gerações de intérpretes, grupos e cultores académicos revelados num único momento musical. Coimbra a 3 Tempos mostra o passado, o presente e o futuro da Canção de Coimbra.

O espectáculo Coimbra a 3 Tempos tem como Promotores a Associação Académica de Coimbra e a sua Secção de Fado. Participam nele vários Grupos de Fados (ver membros) e é produzido e agenciado pela GRIF Portugal. Este espectáculo é assumido como um meio de promoção e divulgação do Fado e da Canção de Coimbra, tal como foi assumido na Plataforma Estratégica de Promoção do Fado e da Canção de Coimbra da qual são signatárias as seguintes entidades:

-Associação Académica de Coimbra

-Secção de Fado da Associação Académica de Coimbra

-Grupos de Fado Capas Negras, Toada Coimbrã, Tertúlia do Fado de Coimbra, Canto Coimbra, Verdes Anos, Coimbra, Canção de Coimbra, Alma Mater, Praxis Nova e Quarto Crescente

-Turismo de Coimbra, EM

-Delegação Regional de Cultura do Centro

-Governo Civil de Coimbra

-Câmara Municipal de Coimbra

-Reitoria da Universidade de Coimbra

http://www.myspace.com/coimbra3tempos/

http://www.palcoprincipal.clix.pt/coi...


Contactos para agendamento deste espéctáculo:

-AAC ( Secretaria da Direcção-Geral ) 239 410 400

-GRIF Portugal 239 084 082 ou 917 249 652 mail@grifportugal.com

quarta-feira, 28 de outubro de 2009

Já ultrapassámos as 25.000 Visitas


Iniciado em 22.10.2007, este blog já ultrapassou as 25.000 visitas e 46.000 visualizações de páginas.
São números bonitos e que nos continuam a encher de orgulho tendo em conta a especificidade do seu objecto.

A todos os nossos visitantes e amigos, o nosso muito obrigado pela presença nesta nossa casa.

segunda-feira, 26 de outubro de 2009

João Paulo Sousa com Isabel Silvestre (III)







Como os nossos leitores se terão já apercebido este conjunto de videos já foi adicionado à TOADA COIMBRÃ TV conforme política editorial divulgada no lançamento do canal.

quinta-feira, 22 de outubro de 2009

Segundo Aniversário do Blog Toada Coimbrã

Já lá vão dois anos que começámos esta aventura. Parece que foi ontem.
464 posts depois, que dizer?


Para já que nos acercamos da 25.000 visitas, apesar do contador vísivel no blog haver à muito ultrapassado essa marca. 40 visitas em média por dia com mais de 45.000 páginas vistas ao todo.


Verifica-se uma estabilidade maior ou menor ao longo do ano com excepção dos meses de Abril e Maio que têm uma subida exponencial derivada do maior interesse pelos eventos de natureza académica e do mês de Agosto, naturalmente mais fraco por causa das férias - das pessoas e do blog.



Deixamos também a estatística dos principais videos do grupo existentes no Youtube.



30075 Visitas



7442 Visitas




2622 Visitas



Apenas uma palavra: estamos muito satisfeitos.

Obrigado a todos sem os quais isto não seria possível.

Bem hajam.

quarta-feira, 21 de outubro de 2009

Mais algumas imagens do passado Sábado em Coimbra

E "pescadas" no blog do Mestre Octávio Sérgio que as captou e que me sinto na obrigação de considerar como quase comproprietário deste blog...
Os intervenientes "acidentais" no evento para além de Fernando Marques que tocaram e falaram nas suas experiências como discípulos do Mestre.


Joana


Henrique Fraga


Miguel Drago



Bruno Costa


Manuel Coroa


O "visado" já na altura dos merecidos aplausos em pé.



Já no rescaldo onde apareço com Jorge Serra e Octávio Sérgio numa foto captada por Bruno Costa. O homem não tem só jeito (e muito) para tocar guitarra, também se sai bem na fotografia .

segunda-feira, 19 de outubro de 2009

Justa homenagem a Jorge Gomes nos III Encontros Internacionais da Guitarra Portuguesa

Aspecto do volante relativo a esta iniciativa com o programa.

Fernando Marques, Guitarrista e Sociólogo no início da sua apresentação.

Dois grandes da Guitarra de Coimbra: o nosso amigo Octávio Sérgio e o "alvo" do acontecimento, o nosso Mestre, Jorge Gomes, aqui particularmente bem enquadrados pelo painel de fundo, ouvindo atentamente a explanação.


A palestra foi entrecortada por intervenções musicais e vivenciais de vários antigos e actuais alunos do Mestre. Aqui uma das actuais alunas - Joana - durante a execução duma peça de Carlos Paredes.



A oferta no final de um ramo de flores ao Mestre Jorge Gomes que mereceu uma salva de palmas de pé por parte de toda a assistência.
Uma tarde bem passada e muito interessante. No espaço encontrava-se ainda uma exposição com guitarras que pertenceram a Augusto Hilário, Artur Paredes, António Portugal e uma viola de Rui Pato (construção de Luís Filipe Roxo) além de diversos fonogramas em diferentes formatos. Venham mais destas...



sexta-feira, 16 de outubro de 2009

Calma que não é o nosso... (humor)


Em primeiro lugar porque não anda lá pelo sertão paraibano.
Depois porque só usa como "arma" a guitarra portuguesa nas lides musicais.
É culpado apenas de pertencer a uma certa "malha encarnada", e não vermelha.

Bom fim-de-semana a todos.



P.S.- Amanhã excelente proposta em Coimbra: Conferência sobre o ensino da guitarra coimbrã e a "Escola Jorge Gomes" com apresentação de Fernando Marques (sociólogo e guitarrista) no Pavilhão Centro de Portugal em Coimbra com participação gratuita.
.
1. A “Escola” de Jorge Gomes: Percurso de vida enquanto Mestre
· Contextualização, em termos da aprendizagem, do período pós-1969;
· Os efeitos da restauração das tradições académicas na aprendizagem da guitarra de Coimbra;
· A importância do ensino na Tuna Académica da Universidade de Coimbra e na Secção de Fado da A.A.C.;
2. A “Escola” de Jorge Gomes: Metodologia adoptada e evolução da mesma
· Identificação do Método de Jorge Gomes;
· O papel do aprendiz na construção da sua própria aprendizagem;
· A importância da contextualização cultural e comunidade de prática na aprendizagem.

quinta-feira, 15 de outubro de 2009

Crise de novas vozes de Coimbra

Este assunto tem sido algo recorrente nos últimos tempos.
Talvez seja altura de começar alguma proactividade na matéria. E os bons exemplos podem vir de muito sítios diferentes.
Uma sugestão...