quarta-feira, 24 de novembro de 2010

Versões da Balada da Despedida de 89 ... para todos os gostos (XXXIII)

Aqui numa versão já com provecta idade mas só recentemente disponibilizada no Youtube...

Grupo de Fados e Guitarradas de Ciências do Porto- Primeira Formação.

Serenata do Caloiro da FCUP-1994

Vozes: Rui Leite, Mário Vieira e Pedro Eira.

Guitarras: Armando Teixeira Pinto e Pedro Pinto.

Violas: José Pedroso e Diogo Santana.

terça-feira, 23 de novembro de 2010

E como não há duas sem três... (e com um pequeno comentário)

DC-22.11.2010

Merece-nos este artigo do Cravo apenas um leve reparo quanto ao seu conteúdo final: Sem prejuízo de constituir a contribuição de Luís Goes para a Canção de Coimbra, quiçá, o seu ponto mais alto de desenvolvimento enquanto estilo, deve recusar-se, como princípio, que o mesmo constitua um seu ponto inultrapassável. Como referência, sim, mas não podendo deixar de se almejar ir mais fundo e mais longe procurando alcançar o referido Terceiro Novo Canto. Ou seja, e permita-se-nos a metáfora, como no desporto, costuma dizer-se que os recordes foram feitos para serem batidos, mais cedo ou mais tarde. A adopção sem reservas do princípio enunciado pelo Jorge Cravo é, em si mesmo, a castração da possibilidade da evolução desta Canção.
Outros "quinhentos" já serão a concordância quanto à necessidade de respeito pelos elementos matriz. Aí, vamos pelo mesmo caminho que ele...