sexta-feira, 29 de abril de 2011

quinta-feira, 28 de abril de 2011

Notícias pelo Rui Lopes

Caros amigos e amigas,

No próximo dia 7 de Maio, às 14.30, integrado na "Requeima", promovida pela Rede UC, a LIGA DOS AMIGOS DO MUSEU ACADÉMICO DE COIMBRA - LIMAUC, promove uma visita guiada ao Museu Académico de Coimbra, haverá também, no Museu Académico de Coimbra, um momento da Canção de Coimbra com o Grupo "Raízes de Coimbra" constituído por:
OCTÁVIO SÉRGIO - GUITARRA
ALCIDES FREIXO - GUITARRA
RUI PATO - VIOLA
HUMBERTO MATIAS - VIOLA
ARMANDO LUÍS CARVALHO HOMEM - VIOLA
RUI LUCAS - VOZ
MÁRIO ROVIRA - VOZ
HEITOR LOPES - VOZ

O MUSEU ACADÉMICO É NO PRIMEIRO PISO DO COLÉGIO DE S. JERÓNIMO.

Compareçam e divulguem

Saudações Académicas

Rui Lopes

quarta-feira, 20 de abril de 2011

Mais uma curiosidade com a Balada de 89


João Nuno Barreiros colocou esta foto no Facebook com esta legenda:
"Encerramento do Sarau da Queima das Fitas de 1998, com os fados, a cantar a Balada de Despedida do 5 Ano Jurídico 88/89, num momento bonito... Todos os grupos participantes mobilizaram-se e subiram a palco para cantarem também!"

segunda-feira, 18 de abril de 2011

quinta-feira, 14 de abril de 2011

Agenda do Cine Teatro de Estarreja



Agenda do site do Cine Teatro de Estarreja quanto ao espectáculo da próxima sexta-feira. Imagino onde foram buscar a foto ilustrativa, em que erraram o alvo. Vá lá que está lá o Rui Lucas para ela não ser completamente mentirosa.

Lá nos encontraremos amanhã, então.

IN: http://www.cineteatroestarreja.com/#agenda.php?list=all

terça-feira, 12 de abril de 2011

Crónicas da Serenata... (Viseu, Largo da Sé, 03.04.2011 – Semana Académica de Viseu)

Com um dia muito quente e deixando adivinhar uma noite menos fria do que expectável lá fizemos o obrigatório ensaio antes do jantar acompanhando as desventuras do SLB frente aos Almeidas do Porto, com rega, apagão e tudo. Temíamos a repetição da desorganização do ano anterior que não se veio a confirmar. Desta vez, e muito bem, até o Presidente da FAV apareceu devidamente trajado, tendo sido controlados os “emplastros” que no ano anterior tanto nos haviam incomodado durante a serenata. Também a Igreja da Misericórdia foi aberta pelo nosso amigo Jorge Novo permitindo uma afinação e preparação tranquila, fundamental para o bom decurso que aconteceu do programa musical estabelecido. Já o ambiente terá de ser repensado para o futuro. Se se pretende a recriação dum ritual tradicional tem de conseguir sensibilizar-se para as normas comportamentais inerentes. Tudo o que rodeia e enche o Adro da Sé mais que uma festa quase se torna um concerto Rock com barulho, palmas e bebida em excessos irrazoáveis. Terá o amável leitor a oportunidade de o confirmar com o ruído existente na captação vídeo que fizemos e de onde extrairemos alguns temas para aqui colocar. E se isto era tão audível junto do local em que tocámos, então imaginamos lá para os lados pelourinho ou da Catedral. Seria bonito reganhar o modo comportamental adequado a uma serenata e à sua significância numa festa académica como são estas semanas. Quanto ao programa este correu muito positivamente tendo todos dado boa conta de si. Pena foi que uma boa versão das “Variações em Lá menor” de Artur Paredes tivesse ficado inutilizada pelo barulho da sirene duma ambulância que vinha em resgate (palavra quase proibida entre nós portugueses por estes dias) provavelmente de mais um coma alcoólico… Para não variar, o ponto alto voltou a ser o último tema, a inevitável “Balada da Despedida do 5º Ano Jurídico de 88/89” cantado em coro por centenas de pessoas presentes. Muito agradável e reconfortante. Foi bom regressar a Viseu e à Semana Académica…